Como montar um Salão de Beleza

O negócio de salão de beleza oferece serviços dirigidos à estética capilar, de sobrancelhas e cílios, higiene e embelezamento das mãos e pés, depilação, maquiagem facial, podendo agregar outros serviços da estética facial.

É necessário definir o estilo do salão que vai depender do público-alvo. Uma clientela mais selecionada (de alto poder aquisitivo), por exemplo, vai exigir um serviço luxuoso, com um vasto leque de serviços, espaços requintados e um exército de funcionários para um atendimento perfeito. Um público com tempo escasso exige um conceito mais simples, contudo sempre optando pela qualidade dos serviços.

Antes de montar um salão existem vários fatores a ter em conta:

Mercado

Neste momento existem muitas oportunidades no mercado masculino e infantil.

A preocupação com a aparência não é uma exclusividade feminina. Os homens têm mostrado, cada dia mais, um interesse crescente em produtos e serviços de beleza e estética. Com isso, os gastos com artigos dessa natureza têm aumentado por parte desse público. Contudo, a oferta de serviços customizados para o público masculino ainda parece ser insufiente. Tal fato mostra um nicho de mercado importante e promissor a ser explorado por empreendedores que pretendem abrir um salão de beleza.


Outro mercado que o empreendedor pode focar é o infantil. Existem poucos salões com espaços destinados para crianças. Nessa perspectiva, o empreendedor pode oferecer um “cantinho” colorido e divertido no qual as crianças, além de poderem cortar os cabelos, possam divertir-se deixando as mamães livres para aproveitarem os demais serviços do salão (para tanto também é necessário oferecer o serviço de babá no salão). Este diferencial poderá chamar a atenção de um público-alvo importante.

Localização

Uma boa localização é aquela que favorece o acesso das pessoas, com o menor grau possível de dificuldade. Um salão de beleza deverá estar instalado próximo ao local de residência do público-alvo ou em locais de grande frequência de público (como em shopping center, por exemplo). É importante que o local possua um grande fluxo de pessoas e que favoreça o estacionamento de veículos além de possuir boas condições ambientais para uma permanência agradável da clientela.

Bairros populosos e proximidades de condomínios são locais bastante adequados para a instalação de um salão de beleza.

Exigências Legais e Específicas

É necessário contratar um contador profissional para legalizar a empresa nos seguintes órgãos:
– Junta Comercial;
– Secretaria da Receita Federal (CNPJ);
– Secretaria Estadual de Fazenda;
– Prefeitura Municipal, para obter o alvará de funcionamento;
– Enquadramento na Entidade Sindical Patronal em que a empresa se enquadra (é obrigatório o recolhimento da Contribuição Sindical Patronal por ocasião da constituição da empresa e até o dia 31 de janeiro de cada ano);
– Caixa Econômica Federal, para cadastramento no sistema “Conectividade Social – INSS/FGTS”;
– Corpo de Bombeiros Militar.

Deve-se observar cuidadosamente o limite de atuação de um salão de beleza, em relação aos serviços ofertados. É necessário ter clareza sobre os limites que caracterizam um salão de beleza e um centro de estética. Na prática verifica-se certa confusão entre os dois ramos de negócio. É relativamente comum a expansão de serviços de um salão de beleza transformando-o em centro de estética, sem a observação das exigências legais específicas.

Antes das providências de registro e legalização da empresa é aconselhável consultar um bom contador e verificar todas as exigências legais no âmbito estadual, municipal, código de defesa do consumidor e ANVISA.

Estrutura

Um salão de beleza necessita de uma área mínima de 40m2. A estrutura básica de um salão de beleza deve contar com um conjunto de salas ou ambientes delimitados, preparados para cada tipo de atendimento ou serviço. Sugere-se:

  • Recepção;
  • Sala de espera;
  • Salas de atendimento;
  • Banheiros;
  • Estacionamento;

O layout do salão, além de comunicar, necessita ser funcional, agradável, vender os serviços e reforçar a imagem do salão.

Pessoal

A quantidade de profissionais está relacionada ao porte do empreendimento e aos serviços oferecidos. Para um salão de beleza de pequeno porte pode-se começar com cinco empregados, sendo:

  • um recepcionista;
  • dois cabeleireiros profissionais;
  • um profissional maquiador/esteticista para pequenos tratamentos de pele e depilação;
  • um profissional em manicure e pedicure.

Matéria Prima/Mercadoria

A matéria prima utilizada no salão de beleza é representada, basicamente, por cosméticos, shampoos, tintura para cabelo, cremes, esmaltes para unhas, cera para depilação e alguns produtos auxiliares aos serviços oferecidos.

Para efeito de esclarecimento e orientação ao futuro empreendedor, será fornecida a seguir, uma listagem de alguns produtos comumente usados nesse negócio:
– Cera para depilação;
– Papel para depilação;
– Creme para depilação;
– Creme para massagem;
– Fluído para massagem;
– Cremes – esfoliante, hidratante, limpeza;
– Esmaltes;
– Produtos para maquiagem;
– Produtos para coloração de cabelo, descoloração e permanente;
– Shampoos;
– Condicionadores;
– Cremes para cabelo.

Investimento

Investimento consiste na aplicação de algum tipo de recurso esperando, um retorno superior aquele investido, em um determinado período de tempo. O investimento varia muito de acordo com o porte do empreendimento e com os serviços prestados pelo salão de beleza.

Para um salão de beleza o empreendedor deverá dispor de aproximadamente R$ 79.488,09 para fazer frente aos vários itens de investimento.

Custos

São todos os gastos realizados na produção de um bem ou serviço e que serão incorporados posteriormente ao preço dos produtos ou serviços prestados, como: aluguel, água, luz, salários, honorários profissionais, despesas de vendas e insumos consumidos no processo de estoque e comercialização.

O cuidado na administração e redução de todos os custos envolvidos na compra, produção e venda de produtos ou serviços que compõem o negócio, indica que o empreendedor poderá ter sucesso ou insucesso, na medida em que encarar como ponto fundamental a redução de desperdícios, a compra pelo melhor preço e o controle de todas as despesas internas. Quanto menores os custos, maior a chance de ganhar no resultado final do negócio.

Divulgação

Os meios para divulgação variam de acordo com o porte e o público-alvo escolhido. Podem ser usados anúncios em jornais de bairro, revistas locais e propaganda em rádio.

Um pequeno salão de beleza poderá utilizar panfletos a serem distribuídos de forma dirigida, em locais de grande circulação de pessoas (próximos ao salão de beleza), ou no bairro onde está localizado.

A divulgação através de site na internet deve ser considerada, pois o acesso de pessoas à rede cresce permanentemente e em larga escala, atingido os mais diversos públicos, desde os que possuem maior poder aquisitivo até os que estão na outra ponta. Ressalte-se que esse canal apresenta custo relativamente baixo e com forte e crescente apelo popular.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*